Em uma realidade com tamanhas mudanças no dia a dia corporativo, sem falar no alto índice de competitividade, nada melhor do que sempre manter o devido acompanhamento sobre todas as ações em um negócio. Entre as métricas que ajudam o empresário a acertar nas tomadas de decisões, está o retorno sobre investimento (ROI), imprescindível na hora de lançar determinado projeto.

Sendo uma forma de avaliar possíveis acertos ou falhas, o método é bem eficaz e contribui com a saúde financeira das empresas, principalmente em situações de expansões ou lançamentos de novos produtos ou serviços.

Para você ficar por dentro do assunto, elaboramos este post com informações relevantes sobre o ROI. Portanto, continue conosco e faça ótimos investimentos!

O que é o retorno sobre o investimento?

O ROI nada mais é do que uma nomenclatura utilizada no mercado, oriunda do termo em inglês Return on Investment, ou seja, retorno sobre investimento. Dessa maneira, o indicador demonstra quanto um investidor conseguirá lucrar com determinado negócio, demonstrando informações relevantes sobre os prós e contras.

Assim, a empresa pode mensurar o quanto fatura, sendo uma estratégia para os novos projetos ou para ampliar serviços ou fortalecer as vendas de um determinado produto.

Ao calcular o ROI rotineiramente, a sua empresa poderá melhorar a organização financeira, mantendo as metas comerciais e, ainda, estimulando a equipe a sempre aumentar as vendas e lucros. Trata-se de uma metodologia que está sintonizada com uma gestão equilibrada.

Como calcular o ROI?

Assim como outros indicadores, o cálculo do ROI é feito por meio de uma fórmula matemática. Para chegar à porcentagem de lucro obtida em um projeto, você terá que subtrair o ganho alcançado a partir do valor apresentado no investimento inicial, fazendo uma divisão. A fórmula é a seguinte:

ROI = (ganho – investimento) / investimento

Como exemplo, podemos citar a compra de um carro para uma empresa de táxi corporativo. Imaginemos que o veículo 0 Km tenha custado R$50 mil. Após um ano rodando, as corridas renderam cerca de R$150 mil.

Ao colocar os números na calculadora, chegaremos ao resultado final de 2, ou seja, o ROI foi duas vezes o investimento inicial, representando uma lucratividade bem interessante. No entanto, determinadas situações podem destinar um ganho menor do que o investimento.

Aí, novas ações deverão entrar em pauta para fazer com que o seu negócio evolua positivamente. Afinal, existem diferentes tipos de cenários, como otimista, realista e pessimista, variando de acordo com o ramo de atuação e também por conta das peculiaridades da economia. Por isso, o devido acompanhamento do ROI deve ser constante, como veremos a seguir.

Como acompanhar o retorno sobre um investimento?

Sabendo-se que o ROI pode ser utilizado em todos os segmentos da sua empresa, como em campanhas de marketing, compra de um novo equipamento, expansão das vendas ou redução de custos, sempre é importante um devido acompanhamento dos dados, com o objetivo de manter as contas em dia e equilibradas.

Vale a pena reconhecer as necessidades da sua empresa e, ainda, a real situação orçamentária. Além disso, alguns passos devem ser seguidos, tais como:

Defina o valor do investimento

O planejamento é essencial para um projeto ser bem sucedido. Apesar do cálculo do ROI ser simples, muitas análises devem ser levadas em conta antes do investimento acontecer na prática.

Entre elas, os custos que a compra de um equipamento ou carro influenciarão nas contas do mês, os valores destinados aos treinamentos dos colaboradores, possíveis consultorias ou até mesmo a contratação de uma empresa terceirizada.

Após definir o valor, é preciso estabelecer os ganhos. Afinal, as projeções ajudam a manter a motivação no dia a dia. Insira metas para a sua equipe e estimule os colaboradores a buscá-las com afinco.

Dessa maneira, certamente o ROI no fim da jornada será altamente comemorado. Vale a pena, ainda, estipular o retorno sobre o investimento de acordo com cenários diferenciados. Afinal, a sazonalidade é um dos riscos que afetam os projetos e somente uma análise profunda pode mensurar situações adversas.

Estabeleça o objetivo do projeto

Outra dica essencial é estabelecer o objetivo do projeto. Transmita de forma transparente todas as informações aos envolvidos e mobilize a equipe para que vista verdadeiramente a camisa do time.

Assim, certamente os resultados serão favoráveis ao seu negócio. Afinal, mesmo que um investimento seja alto, se não houver uma devida comunicação e empenho de todos, dificilmente haverá um resultado esperado.

Portanto, acompanhar o ROI vai além do que simplesmente ficar atrás da tela do computador observando números e estatísticas. É preciso ir a campo.

Motive a equipe

A motivação da equipe é essencial. Ao saber para onde a empresa está caminhando, assim como a importância das ações pessoais rumo ao desenvolvimento, os funcionários atuam com mais eficácia, aumentando a produtividade.

Estímulo que ganha mais força por meio da concessão de alguns benefícios, como participação nos lucros e resultados, bonificações por metas alcançadas ou, até mesmo, premiações, como vale compras ou viagens corporativas.

Afinal, quanto mais o seu colaborador estiver sendo apoiado, maiores serão as respostas do mercado consumidor e também da sua rede de fornecedores.

Qual a importância do ROI?

Após esse panorama geral sobre o retorno sobre investimento, você pode se questionar: qual a relevância de manter o cuidado com os dados? De uma maneira geral, o acompanhamento do ROI ajuda a sua empresa a reduzir os custos, otimizar o tempo e sempre manter os olhos a possíveis interferências negativas.

Além disso, muitas despesas desnecessárias são eliminadas. Isso porque, ao saber para onde o dinheiro está indo, os gestores poderão analisar se determinado investimento está sendo benéfico ou não.

Ao acompanhar um projeto, por exemplo, as tomadas de decisões serão mais certeiras, evitando erros que possam comprometer as finanças da sua empresa. Também podemos citar a existência de uma visão mais realista dos cenários, o que auxilia nos projetos que ainda não saíram do papel.

Portanto, o retorno sobre investimento deve sempre constar do seu check-list, auxiliando a sua empresa em qualquer cenário que se apresente.

Gostou do nosso post? Quer sempre ficar por dentro do mundo dos táxis corporativos? Então siga nossas redes sociais (Facebook, Linkedin, Twitter, Youtube e Instagram).