5 dicas para melhorar a comunicação interna de sua empresa

4 minutos para ler

blog.comunicacao.18.05

Na maioria das empresas, as pesquisas internas apontam que problemas de comunicação estão no topo das críticas. Essa é uma evidência de que ainda existe uma barreira entre a emissão e o processamento das informações pelos receptores.

A dificuldade é especialmente grande em empresas com muitos colaboradores nascidos nas décadas de 1980 e 1990. Em sua grande maioria, trata-se de uma geração otimista, comprometida, com grande senso de justiça, extremamente informal, agitada, ansiosa e imediatista. A falta de cerimônia característica desse grupo etário leva à indiferença sobre autoridade, já que admiram a competência real e não a hierarquia.

O problema está no conceito, ainda predominante, de que a comunicação nas empresas é um processo que se realiza de cima para baixo. No entanto, toda comunicação corporativa precisa ser uma troca, em que informações, percepções e opiniões possam fluir livremente em mão dupla.

Em outras palavras, a comunicação empresarial tradicional deve dar lugar a um processo mais dinâmico e sofisticado. E o mais importante: esse processo deve ser fundado no diálogo e não em relações desiguais entre pessoas hierarquicamente distintas.

Muitas empresas têm se esforçado para melhorar essa aproximação via comunicados, intranet, blogs, caixas de sugestões, ouvidoria, café com presidente e até implementando políticas de portas abertas. Mas nem todas conseguem atingir o resultado esperado. De fato, se comunicar com essa galera não é tarefa fácil.  

Confira algumas dicas que podem ajudar a melhorar a comunicação interna de sua empresa:

  1. Bate-papo

Atualmente, o contato do líder inteligente com o trabalhador se assemelha mais a uma conversa comum entre duas pessoas do que a uma série de ordens disparadas do alto. Estar sempre aberto e demonstrar isso com práticas que inspirem as equipes a dialogar é essencial. Proporcionar um ambiente em que as pessoas se sintam realmente à vontade para expressar o que pensam e se considerem verdadeiramente ouvidas não é fácil. Mas as próximas dicas irão iluminar o caminho

  1. Ambiente descontraído

Espaços de aproximação, como copas para o famoso cafezinho e salão de jogos, que possibilitam aos funcionários interagir com colegas de outros setores, incentiva a forma mais antiga e eficaz de comunicação: a conversa olho no olho.

  1. Conversas diárias

Uma rotina diária de conversas com as equipes, que tratam dos mais diversos assuntos em bate-papos rápidos é uma prática eficaz para ser utilizada com os jovens.

  1. Reuniões semanais descontraídas

Em algumas empresas, nas reuniões semanais, as manhãs são reservadas a pautas previamente definidas e as tardes são livres para temas sugeridos pelos funcionários. Algumas instituições abrem espaço para bate-papo até com as famílias dos funcionários. Nessas ocasiões podem surgir perguntas inesperadas que descontraem o ambiente, como o filho de um colaborador perguntar para qual time de futebol o chefe do seu pai torce.

  1. Banco de ideias

Os funcionários apresentam ideias e aquelas consideradas promissoras podem ser implantadas pela empresa. No entanto, é importante envolver os colaboradores nessa fase de implementação. Convidar os funcionários a participar da escolha das ideias e, ativamente, do processo de aprimoramento delas é fundamental para que eles se sintam realmente parte da companhia.

Essas dicas e lições trazidas pela experiência de líderes que se destacam no mercado devido à facilidade de comunicação com seus colaboradores reforçam o conceito de que o poder está cada vez menos nos indivíduos, independentemente dos cargos que ocupam, mas sim nas equipes.

Conquistar a adesão genuína das pessoas com quem se trabalha é um grande desafio, e isso depende muito da capacidade de saber ouvir.

Posts relacionados
Share This