Uma das maneiras de melhorar a motivação de equipes, assim como a produtividade, é mediante a aplicação de uma pesquisa de satisfação de funcionários. Porém, é necessário seguir um planejamento para evitar que problemas surjam no caminho. Quanto mais clareza houver no processo, maiores serão as chances de êxito.

Afinal de contas, é fundamental esclarecer todos os pontos aos colaboradores, principalmente sobre a relevância do feedback deles, que deve ser sinônimo de melhorias futuras. Do contrário, o efeito pode ser negativo, causando insatisfação e muitas críticas.

Entretanto, muitas companhias ainda não investem nesse tipo de teste por desconhecerem sua real finalidade.

Neste artigo abordaremos alguns assuntos importantes, começando pela importância do método, bem como qual o momento mais adequado para aplicá-lo e como fazê-lo da melhor forma. Confira!

A importância da pesquisa de satisfação de funcionários

Primeiramente, você precisa saber que a pesquisa de satisfação de funcionários é a base mais estável que um gestor pode encontrar para realizar mudanças na estratégia de gestão de equipes na organização.

Ao recorrer a ela, é possível saber, com profundidade, como os profissionais se sentem em relação às suas funções e como isso move a rotina de cada um deles.

As informações obtidas com essa pesquisa possibilitam analisar não somente o clima organizacional, mas também a avaliação dos colaboradores quanto à carga horária de trabalho, instalações da empresa, equipamentos disponíveis, benefícios e, até mesmo, aspectos psicológicos, como pressões exaustivas para atingir metas ou assédio por parte da chefia.

Além de compreender com mais veracidade o que deve ser aprimorado internamente, a pesquisa é uma maneira de mostrar aos funcionários que a empresa se interessa por eles, e que pretende criar um ambiente agradável e produtivo para todos.

Qual o momento certo para aplicar a pesquisa de satisfação de funcionários?

Apesar de ajudar muito na busca pela excelência, esse tipo de análise deve ser feita quando alguns sintomas começam a surgir, principalmente se alguns deles evidenciarem possíveis descontentamentos por parte da equipe.

Entre os indícios mais comuns, podemos citar:

  • aumento nos atrasos e faltas;

  • afastamento por conta de licenças médicas;

  • erros constantes;

  • crescimento de demissões;

  • reclamações por parte dos clientes.

Sem contar que há outras evidências de que o clima interno não vai bem, como o chamado ar pesado — causador de estresse generalizado e contagiante — ou até mesmo discussões acaloradas e frequentes entre os colaboradores.

O recomendado é não deixar que todos esses sinais aconteçam simultaneamente. Assim que esse cenário se tornar evidente, é hora de reavaliar as políticas da empresa.

De uma forma geral, realizar a pesquisa de satisfação duas vezes ao ano pode ser um meio de evitar muitos problemas, além de regenerar a harmonia no ambiente empresarial constantemente.

Como fazer uma pesquisa de satisfação de funcionários?

Identifique os objetivos gerais e específicos

A primeira coisa a ser feita é definir quais respostas você pretende obter da pesquisa, tanto de forma geral quanto de forma setorizada, pois algumas áreas podem apresentar pontos fortes e fracos diferentes do coletivo.

Por exemplo, é possível que um departamento esteja com dificuldades devido ao excesso de burocracias nas operações, enquanto outro esteja com problemas de comunicação que geram conflitos entre as equipes.

Desenvolva um questionário

Como existem resultados gerais e específicos, as questões devem expor a totalidade das ações realizadas pelos colaboradores. Perguntas abertas e com múltiplas escolhas devem ser feitas conforme o objetivo da pesquisa.

Levante assuntos que questionem os seguintes fatores:

  • infraestrutura;

  • ferramentas oferecidas;

  • efetividade de processos;

  • recebimento de feedbacks;

  • desempenho de líderes;

  • comunicação interna e externa;

  • gratificações;

  • expectativas de crescimento profissional;

  • grau de satisfação no cargo.

Evite cometer erros grotescos

Por ser a principal ferramenta para identificar a satisfação dos funcionários, a pesquisa deve ser elaborada com muita atenção para evitar erros como os que mostraremos a seguir:

  • linguagem inadequada;

  • erros de gramática e ortografia;

  • perguntas tendenciosas;

  • questionário muito longo;

  • falta de confidencialidade.

Esse cuidado também vale para as respostas, que devem abordar todas as alternativas possíveis e garantir que as perguntas sejam respondidas com integridade e decência.

Comunique sobre a execução da pesquisa

Após desenvolver o questionário, escolha a ferramenta mais adequada para aplicá-lo. Comunique todos os envolvidos sobre o objetivo e sobre como a pesquisa será realizada.

Vale ressaltar que ela deve ser feita em total sigilo e todos terão um prazo para entregá-la.

Se por um acaso alguns funcionários se sentirem coagidos ou intimidados a darem respostas de maneira diferente da realidade, poderão comunicar pessoalmente ao responsável pela elaboração da pesquisa.

Para evitar esse tipo de situação, muitas empresas adotaram as pesquisas de satisfação online, pois elas garantem sigilo aos avaliados e são mais fáceis de serem organizadas para análise.

Reúna os dados e analise os resultados

Após levantar os dados, apure-os fazendo planilhas. Considere informações de departamentos que se relacionam diretamente e também outros pontos que afetam o clima organizacional, como reconhecimento do trabalho, liderança, autoestima dos colaboradores, recompensas e benefícios oferecidos, confiança e fidelidade à organização.

Divulgue os resultados

Depois, informe os resultados obtidos para os gestores e tomadores de decisão da empresa, com sugestões de recursos para a melhoria da satisfação de colaboradores, referente aos problemas que foram apontados por eles. Posteriormente, divulgue os resultados para toda a empresa.

Crie um calendário de ações

Em conjunto com os responsáveis pelo método, elabore um calendário de ações que podem diminuir ou corrigir os problemas apresentados pela pesquisa de satisfação de funcionários.

Tenha em mente que essas práticas não estão limitadas à aquisição de novos equipamentos caros ou à demissão de “pessoas problemas”. Elas também podem abordar melhorias em processos e treinamentos.

Realize a pesquisa periodicamente

Por mais bem-intencionados que sejam os seus propósitos, você não conseguirá solucionar tudo de uma única vez. Por causa disso, uma pesquisa periódica é indicada para que você possa melhorar constantemente. O clima organizacional não deve ser cuidado de forma esporádica. Ele deve estar presente na rotina da empresa e o feedback deve ser contínuo.

E então, aprendeu como fazer uma pesquisa de satisfação de funcionários? Com as dicas expostas ao longo deste conteúdo, você, certamente, criará um questionário completo para coletar informações decisivas para a melhoria do ambiente da sua empresa. Assim, a produtividade e o crescimento das vendas ficarão evidentes!

Gostou deste post? Se você tiver alguma dúvida ou sugestão sobre o tema, deixe o seu comentário aqui embaixo!