O engajamento é uma das características mais desejáveis por qualquer empreendimento. É essa qualidade que faz com que as pessoas “vistam a camisa” da empresa e estejam totalmente conectadas ao negócio. Ao trabalhar e desenvolver essa característica, é possível atingir ótimos resultados. Mas como obter o engajamento de funcionários?

Responder a essa questão é determinante para consolidar um bom desempenho. O fato é que é preciso investir em algumas mudanças na gestão, bem como em formas de atender a necessidades específicas.

A seguir, veja dicas para conseguir uma consequência positiva e consolidar o engajamento de funcionários. Boa leitura!

Importância de engajar os colaboradores

Trabalhar a forma como as pessoas se integram ao empreendimento é determinante para o sucesso. Se o engajamento é obtido e ampliado, o negócio obtém resultados muito melhores. Em um cenário dinâmico e disputado, é esse efeito que pode fazer a diferença entre conquistar a robustez ou não conseguir continuar no mercado.

Então, antes mesmo de pensar em como atingir esse patamar, é fundamental saber quais são os impactos. A seguir, descubra por que ter times engajados é tão importante.

Fortalecimento da integração de times

Já se foi o tempo em que a empresa poderia atuar de maneira isolada. Agora, é fundamental ter uma união de times para obter resultados melhores e consistentes com os interesses estratégicos. Nesse sentido, a integração entre departamentos é favorecida quando existe o alto engajamento de colaboradores.

A princípio, isso se deve ao fato de que todos entendem qual é o seu papel na organização. Ao fazer com que as pessoas saibam como suas ações impactam toda a cadeia produtiva, há uma consequência otimizada.

Outro ponto é que o engajamento, normalmente, faz com que todos “falem a mesma língua”. Como há orientação estratégica para objetivos específicos, o resultado surge na forma de uma integração que favorece o desempenho.

Aumento do faturamento

O engajamento de funcionários também tem impacto direto no nível de faturamento. As empresas com maior engajamento, em geral, têm lucratividade 12% maior que a das outras. Além disso, o faturamento anual das mais engajadas chega a ser 2 vezes maior que o daquelas com baixos níveis de engajamento.

Investir nessa abordagem, portanto, é um jeito de garantir um melhor desempenho financeiro. Para pequenos e médios negócios, é especialmente importante. Graças ao aumento nos lucros e nos ganhos, é possível ter mais recursos para investir no crescimento e no fortalecimento de forma geral.

Ampliação da retenção de talentos

A retenção de talentos é um resultado muito importante para qualquer empreendimento. Conseguir manter as pessoas certas nas vagas desejadas diminui os esforços e os custos com processos seletivos ou treinamentos, por exemplo. Também é uma forma de construir e fortalecer a imagem da empresa — o chamado employer branding.

Felizmente, engajar as pessoas têm efeito direto e positivo nesse sentido. Em média, os funcionários que são altamente engajados têm 87% menos chances de deixar o empreendimento. Além disso, a probabilidade de um profissional engajado procurar outro emprego dentro de 12 meses é 59% menor.

Ao manter profissionais com mais facilidade no negócio, é possível criar times especializados e capacitados e se preocupar menos com a substituição de colaboradores. Ao final, é algo que favorece até a sucessão de gestão dentro da organização.

Elevação da fidelização do cliente

É muito comum achar que ter colaboradores engajados só afeta as questões internas da empresa. No entanto, estudos recentes demonstram que a pessoa mais importante para o negócio, que é o cliente, também é afetada.

Basicamente, empreendimentos que têm funcionários com essa característica conseguem ter uma fidelidade de clientes até 230% maior. Em parte, isso se deve à capacidade que as pessoas têm de oferecer um atendimento motivado e capacitado.

A boa experiência proporcionada ao consumidor final se transforma em uma satisfação elevada, assim como em maiores chances de indicação e de compras de retorno. Como consequência, o negócio tem maior previsibilidade de receitas.

6 dicas de engajamento para funcionários

Agora que você já sabe quais são os benefícios, é preciso saber colocar as ações em prática para conquistar tal cenário. Fazer com que os colaboradores se interessem e se mantenham alinhados ao trabalho é uma missão que exige a adoção de algumas ações específicas. Para descobrir como proceder, veja seis dicas para maximizar esse efeito de maneira adequada.

Ofereça oportunidades de crescimento

Crescer na carreira é muito importante para a maioria das pessoas. Quando os indivíduos sabem que podem se desenvolver, atingir novos cargos e conquistar condições melhores, tendem a trabalhar com melhor desempenho.

Ao mesmo tempo, alguns números são alarmantes. Para se ter uma ideia, 72% dos empregados acham que a gestão não se preocupa com o crescimento de carreira. Além disso, apenas 14% dos funcionários acreditam com firmeza que as companhias têm ajudado os indivíduos a atingir seu máximo potencial. Para completar, somente 38% dos entrevistados afirmam que seus empregos trazem boas perspectivas de aprimoramento.

Então, criar um plano de carreira e permitir que os profissionais possam se desenvolver faz toda a diferença. Faça com que todos conheçam os caminhos que podem seguir e deixe claro quais são os critérios. Não se esqueça de estabelecer uma promoção justa.

Afinal, uma pesquisa com 400 mil pessoas demonstrou que, quando há a crença de que as promoções são justas, há duas vezes mais chances de que os funcionários ofereçam um esforço extra.

Dê e receba feedback

O feedback é uma ferramenta muito poderosa para o crescimento da empresa e dos colaboradores. A partir da orientação dada por um gestor, os indivíduos sabem qual é o melhor caminho a seguir. Em média, 43% dos funcionários altamente engajados recebem feedback ao menos uma vez por semana.

Esse recurso é tão importante que 57% dos entrevistados preferem receber um feedback corretivo, com uma crítica construtiva, a um elogio. Então, é fundamental criar uma política de retorno sobre o desempenho, com orientações justas e apontamentos pertinentes. Para obter efeitos ainda melhores, saiba que 94% dos empregados preferem um feedback em tempo real — em vez daquele dado apenas na avaliação de performance anual.

Além de falar, também é importante saber ouvir. Em média, quem se sente ouvido tem 460% a mais de chances de oferecer o melhor trabalho possível. Portanto, crie um canal de mão dupla, em que gestores falam e escutam em busca de resultados otimizados.

Aposte em qualidade de vida e bem-estar na empresa

O ambiente de trabalho pode e deve ser uma fonte de satisfação e qualidade de vida para os funcionários. Garantir que as pessoas se sintam bem no espaço fará com que elas queiram passar mais tempo e gerem resultados ampliados.

Nesse sentido, é possível atuar de algumas formas. Uma das possibilidades é oferecer ações de cuidado com a saúde física e mental. A ginástica laboral e os exercícios para aliviar o estresse são alternativas com um retorno positivo. Afinal, 39% dos colaboradores trabalharão de forma intensa se estiverem felizes no local.

Também é interessante pensar em atender a necessidades específicas. Nesse sentido, 82% dos entrevistados disseram que seriam mais leais aos empregadores se tivessem opções flexíveis de trabalho.

Além disso, 77% das pessoas afirmaram que estariam dispostas a trocar de emprego se pudessem trabalhar de casa ao menos em parte do tempo. Considere essas demandas para oferecer um melhor equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Afinal, 91% dos trabalhadores sentem que os esforços em relação ao seu bem-estar são motivadores e fazem com que eles deem o máximo de si.

Melhore o clima organizacional

Para garantir o bem-estar, inclusive, é essencial ter um bom clima organizacional. Ambientes com discussões, intrigas e fofocas tiram o foco do trabalho e ainda afetam negativamente a motivação.

Por outro lado, 59% dos empregados de pequenas empresas disseram que o bom ambiente de trabalho é o que mais respeitam no negócio. Além disso, pessoas com um melhor amigo no trabalho têm 700% a mais de probabilidade de se engajarem.

Para ter ações positivas, faça uma pesquisa de satisfação de funcionários e de clima organizacional. Ao cruzar os dados, é possível identificar os problemas e corrigi-los. Também é indicado estimular o trabalho em equipe e uma atuação em que os times se apoiem acima de tudo.

Evite a zona de conforto

Manter os funcionários estagnados é uma das piores abordagens para o negócio. Como visto, as pessoas desejam obter o crescimento, mas isso é impossível ao viver na rotina. Se o trabalho se repete a cada dia e não traz nada de animador, a perda de motivação é inevitável.

Por outro lado, 83% dos pesquisados disseram que, com oportunidades de viver novos desafios, eles ficariam mais dispostos a permanecer na organização. O caminho, portanto, consiste em criar obstáculos, como metas e estímulos.

Também é importante possibilitar o desenvolvimento e trabalhar a inovação. Dessa forma, é possível manter as pessoas sempre interessadas em buscar algo além. Que tal dar uma oportunidade para aquele funcionário empreendedor e com ótimas ideias?

Fortaleça a cultura organizacional

No cenário de hoje, principalmente com as novas gerações, o trabalho não tem a ver apenas com uma forma de sustento. Para muita gente, trata-se de uma comunhão de valores e visões sobre o mundo e questões-chaves. Se a empresa não delimita ou fortalece a sua cultura, o resultado pode gerar a falta de alinhamento nesse sentido.

Para entender por que isso é importante, saiba que 94% dos colaboradores afirmam que a união com os valores do estabelecimento é determinante. Mesmo assim, apenas 40% deles se sentem alinhados nesse sentido.

O melhor jeito de contornar o problema é criar meios de comunicar a cultura e reforçar os valores e a missão. Transmita a forma de agir da empresa e faça treinamentos para que todos fiquem alinhados. Desse modo, é possível garantir que os pensamentos sejam consistentes e gerem engajamento.

Explore as qualidades certas

Muitas vezes, a força de trabalho é subaproveitada no empreendimento. Isso acontece, por exemplo, quando profissionais recebem menos responsabilidades do que poderiam aproveitar. Não explorar todas as qualidades e capacitações dos colaboradores faz com que seu engajamento seja prejudicado.

Por outro lado, quando os empregados usam suas habilidades e forças todos os dias, eles têm 6 vezes mais chances de serem engajados e 15% menos possibilidades de deixarem o negócio. Para acertar, mapeie os processos e identifique as necessidades críticas de cada etapa. Então, selecione os profissionais adequados para cada posição. Desse modo, é possível garantir um desempenho favorecido.

O que os colaboradores esperam das empresas

Para conquistar o engajamento de funcionários, é essencial conhecer suas expectativas quanto à organização. Ao identificar quais são as demandas mais relevantes, fica mais fácil criar um cenário que fornece aquilo de que as pessoas precisam.

A seguir, veja quais são as principais exigências e descubra quais são as prioridades para engajar o time.

Reconhecimento

O aspecto emocional é muito importante para manter os colaboradores por perto. Por isso, oferecer reconhecimento por seus esforços é essencial para conquistar bons resultados. A partir do feedback e da criação de sistemas de recompensas, as pessoas se sentirão agraciadas pelo trabalho que fazem.

Mesmo pequenos gestos já têm efeito. Para 70% dos entrevistados, a motivação e a moral são elevadas de forma intensa se o gestor é capaz de dizer “obrigado” mais vezes. Portanto, é essencial ter um ambiente em que os indivíduos são reconhecidos pelo que fazem de maneira positiva.

Salários compatíveis com o mercado

Quase 90% dos gestores acham que as pessoas deixam uma posição por um salário maior, o que os eximiria de culpa. No entanto, apenas 12% das saídas são motivadas principalmente por esse fator. Além disso, já ficou provado que o salário só é mais importante para 42% dos indivíduos. Para a maioria, os aspectos intangíveis têm maior intensidade.

Porém, isso não significa poder descuidar da política salarial. Afinal, 35% das pessoas afirmam que procurariam um novo emprego se não recebessem um aumento em um ano. Desse modo, é essencial equilibrar os ganhos e mantê-los dentro da média do mercado. Ao mesmo tempo, não se esqueça de tornar a oferta mais atrativa que a da concorrência.

Benefícios

Os benefícios para funcionários também têm a sua importância para garantir o engajamento. Para 64% dos Millennials, a carteira de benefícios é relevante ou muito relevante para a fidelidade empregatícia. Além disso, 50% dos entrevistados afirmam que deixariam o emprego atual por uma oferta com maiores benefícios.

Para conseguir bons efeitos, o ideal é planejar o que será oferecido, como plano de saúde, vale-alimentação, vale-cultura e até opções menos tradicionais, como inscrição na academia. Para as viagens corporativas, por exemplo, um serviço de táxi traz máximo conforto e gera uma experiência muito mais positiva.

Treinamento

Anteriormente, você viu que os colaboradores esperam poder crescer na carreira. Contudo, isso somente é possível com o desenvolvimento de novas habilidades e com o aprimoramento de certas capacidades. Então, a maioria deseja passar por treinamentos que ampliem a sua habilidade de exercer o cargo da melhor maneira. Para os Millennials, é algo ainda mais sério: oferecer treinamento e desenvolvimento de carreira manteria até 86% dos integrantes dessa geração na empresa.

Para explorar todos os conhecimentos, experiências e habilidades, é recomendado fazer treinamentos específicos e orientados para cada um. Desse modo, todos poderão utilizar o plano de carreira da melhor maneira e, enquanto isso, oferecerão o máximo de resultados quanto ao engajamento de funcionários.

Valores compatíveis

Você já viu que ter uma cultura organizacional alinhada é importante para que as pessoas se sintam satisfeitas e engajadas. Em partes, isso se deve à exigência de apresentar valores compatíveis.

Para se ter uma ideia, 78% dos profissionais valorizam um ambiente de trabalho onde todos são tratados de forma igual. Já 80% das mulheres concordam que trocariam de emprego se a nova oportunidade tivesse melhor equidade de gênero.

Entre os profissionais de 24 a 35 anos, 1 em cada 5 afirma que a reputação por um comportamento ético, pela diversidade e pela inclusão são fatores de decisão para escolher onde trabalhar. Até mesmo os animais entram na conta: 88% dos funcionários de ambientes pet friendly recomendariam as empresas — contra 51% dos que trabalham em um lugar sem essa política.

Isso deve ser considerado já na contratação, pois a seleção de quem tem valores semelhantes aos da empresa tem impacto direto nos resultados.

Boa liderança

Naturalmente, o comando também tem grande influência no engajamento de funcionários. De acordo com uma pesquisa, 75% das pessoas que deixam um emprego o fazem por causa de seus chefes. Ou seja, elas não estão se demitindo, mas, de certo modo, demitindo o gestor.

Em contrapartida, acreditar na liderança é o maior elemento de engajamento e só perde para o crescimento de carreira. É preciso, então, desenvolver boas lideranças e garantir uma atuação alinhada com os objetivos e características de cada time. Ampliar qualidades emocionais também é bem-vindo, já que 92% dos colaboradores dizem que demonstrar empatia é uma forma importante de obter a retenção.

Funcionários engajados e o crescimento da empresa

Com bons níveis de engajamento de funcionários, o empreendimento tem a chance de se desenvolver de um jeito amplo. Graças aos efeitos iniciais, como a ampliação do faturamento, da fidelização de clientes e do desempenho, o negócio consegue se expandir.

Além desses aspectos, outros fatores favorecem o crescimento da empresa. A seguir, veja quais são eles e entenda o impacto de trabalhar o engajamento.

Produtividade ampliada

Obter uma produtividade maior significa que o estabelecimento produz mais, tem um lucro maior e gera novos resultados. Felizmente, engajar as pessoas permite ampliar esse número e, portanto, favorecer o crescimento.

As empresas com um alto nível de engajamento, por exemplo, conseguem um desempenho 202% maior que aquelas que não o têm. Além disso, os funcionários trabalham 20% melhor se têm essa característica. Como resultado, é possível consolidar uma performance que gera os efeitos esperados em relação ao desenvolvimento.

Maior coesão e sincronia

A retenção de talentos tem um resultado muito importante: a manutenção de equipes. Como os times sofrem menos mudanças ao longo do tempo, relações de valor e conhecimento podem ser estabelecidas. Como consequência, há um período menor quanto ao aprendizado ou adaptação de alguém novo que se junta ao time.

A redução de saídas, então, leva a um aumento da coesão e sintonia. O time consegue visualizar os objetivos estratégicos e atuar de forma a obter um desempenho melhor. Há menos quebras no fluxo de trabalho, assim como redução nos erros ou nas necessidades de retrabalho. Se as equipes agem de um modo mais eficiente, a organização ganha com a possibilidade de crescimento.

Redução dos custos

Outro ponto muito positivo em relação ao crescimento é que o engajamento de funcionários é capaz de reduzir os gastos. Se há maior retenção, por exemplo, é preciso gastar menos com o processo demissional e de seleção. Inclusive, o custo para substituir um funcionário altamente treinado pode ser de 200% o seu salário anual.

Além de tudo, o maior engajamento reduz a taxa de absenteísmo, favorece a execução eficiente e correta de tarefas e diminui outros aspectos da insatisfação. Para se ter uma ideia, o desengajamento custa, por ano, cerca de 450 a 550 bilhões de dólares.

Se o negócio gasta menos, ele tem um volume maior de recursos para investir em melhorias e obter resultados diferenciados. Assim, há possibilidades robustas quanto à continuidade do empreendimento.

Diferenciação de mercado

Em um mercado cada vez mais competitivo, destacar-se é fundamental. Considerando que apenas 15% dos empregados do mundo estão engajados, conseguir entrar nessa breve estatística traz ótimas oportunidades.

Aparecer com um bom employer branding, por exemplo, facilita a atração de talentos. Já a retenção evita que pessoas capacitadas sigam para a concorrência, o que poderia causar efeitos muito negativos para os negócios.

Além de tudo, os impactos positivos em relação aos clientes e à sua fidelização fazem com que a empresa ganhe projeção. Dessa forma, há a consolidação de efeitos muito melhores e, portanto, do sucesso tão desejado.

Depois de compreender esses aspectos, fica claro que o engajamento de funcionários é determinante para o êxito. Ao usar essas dicas, será possível obter os efeitos desejados com maior facilidade.

Se quiser outras dicas relevantes, assine a nossa newsletter e não fique de fora das nossas atualizações!