Você já ouviu dizer que a união faz a força? Pois saiba que grande parte dos negócios inovadores que está fazendo sucesso no Brasil é formada por cooperativas.

Integrando profissionais de áreas específicas, com propósitos e interesses em comuns, as cooperativas prestam serviços em vários setores da economia e ajudam comunidades carentes, além de pequenos empreendedores ou agricultores familiares.

A representatividade é tão grande que se as 300 maiores cooperativas existentes no mundo fossem um país, elas seriam a sexta economia do mundo, com um Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas, de US$ 2,53 bilhões.

E você, conhece tudo sobre o cooperativismo brasileiro? Quer aprender mais? Continue a leitura do post!

Descubra o que é uma cooperativa  

Existente desde a Revolução Industrial, o cooperativismo começou a ocorrer na Inglaterra em dezembro de 1844, quando 28 operários se uniram para comprar itens de primeira necessidade, como roupas e alimentos a preços mais acessíveis, abrindo um bazar ou mercearia.

Formada com o investimento de uma libra por integrante, o capital chegou a 180 libras em apenas um ano, demonstrando ser uma excelente forma de aplicação e melhoria na qualidade de vida dos cooperados.

Já no Brasil, a primeira cooperativa foi formada na cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, em 1889, com caráter econômico e agropecuário por funcionários públicos, tendo a segunda inaugurada no Rio Grande do Sul 13 anos depois.

De lá para cá, milhares de cooperativas foram idealizadas em todos os setores do conhecimento humano, do agropecuário ao educacional, de consumo e habitacional, chegando à saúde e mineração, entre outras.

Mas, foi a partir da década de 60 que elas ganharam força na chamada prestação de serviços, também conhecida como terceiro setor, hoje uma área que cresce a cada dia, levando renda e emprego para regiões muitas vezes esquecidas pelo Estado.

Com as novas tecnologias, os negócios inovadores ocuparam campos jamais imaginados e, atualmente, uma simples sala pode esconder uma empresa com rendimentos de milhões de dólares por ano.

Hoje, uma em cada sete pessoas está associada a algum tipo de cooperativa. Somente no Brasil, 51,6 milhões de pessoas são beneficiadas direta ou indiretamente pelo setor.

Veja como os negócios inovadores estão crescendo  

Diante da imensa representatividade das cooperativas no país (atualmente 2 bilhões de pessoas são transportadas por ano pelas cooperativas de táxis) os negócios inovadores contribuem com a retomada do crescimento da economia brasileira após os abalos da crise financeira.

Atualmente, 38% dos brasileiros são atendidos por cooperativas de saúde, ou seja, trata-se de um setor importantíssimo que poderia causar um colapso se fosse extinto. Ao todo, cerca de 372 mil empregos são gerados pelo setor.

Além disso, comunidades de baixa renda encontraram nas cooperativas maneiras de levar seus produtos até mesmo para outros países, como artesanatos, formando lideranças comunitárias, ampliando o acesso à educação, arte e cultura.

Sendo um modelo socioeconômico alternativo, os negócios ganham mais humanidade, com preços justos e acessíveis para os serviços ou produtos comercializados.

Dessa maneira, o crescimento vem sendo exponencial no país. Com a previsão de crescimento econômico para 2018 na ordem de até 3%, os micro e pequenos negócios são a bola da vez, pois estão ocupando uma fatia de mercado que ainda não foi devidamente conquistada pelas grandes redes.

Com isso, as cooperativas de crédito aumentaram seus empréstimos e abriram novas sedes em inúmeros municípios, fazendo com que os microempreendedores cresçam, se desenvolvam e criem empregos e renda.

Podemos citar ainda o surgimento das startups em diferentes ramos do conhecimento que estão modificando a estrutura do mercado, atendendo a consumidores mais exigentes com produtos inovadores e sintonizados nas novas tecnologias.

De sites de recrutamento a empresas que fazem jogos para celulares, passando por vendas de roupas e sapatos online, sem falar nos inúmeros aplicativos que são lançados frequentemente, os negócios inovadores prestam serviços diferenciados e estão deixando muitos empresários receosos em razão do alto nível de competitividade.

Conheça exemplos de sucesso de cooperativas

No vasto campo das cooperativas existem muitos exemplos de sucesso. Podemos citar a Rede Asta, que vende produtos originários de comunidades de baixa renda do país.

Transformando a vida de artesãs e produtoras, a Rede reaproveita utensílios descartados pelas empresas parceiras para elaborar brindes corporativos com faturamentos que modificam o estilo de vida das cooperadas.

Outro exemplo é a CDI Lan, que articula redes de lan houses em comunidades carentes, levando ainda educação, inclusão financeira e entretenimento para milhares de jovens, modificando a realidade de muitos que poderiam ser presas do crime organizado.

A cooperativa está presente em 13 estados brasileiros e já transformou 6.500 lan houses em centros de convivência e serviços nas comunidades.

Também podemos citar como prestação de serviço voltada aos cidadãos a Wappa, que destina táxis corporativos por meio de uma plataforma de gestão, gerando relatórios com custos e dados referentes às corridas.

Atualmente, o grupo já atende a mais de 7.000 empresas cadastradas e o consumidor pode utilizar o aplicativo como pessoa física ou funcionário de uma determinada corporação.

Saiba como as cooperativas fortalecem a economia

Sabendo-se que 428 milhões de toneladas de cargas são transportadas por ano pelas cooperativas, que US$ 5,137 bilhões são movimentados nas exportações e ainda que 48% da produção agrícola passa pelo setor, a economia depende, e muito, da união dos grupos.

Por isso, se as cooperativas não existissem, a economia brasileira já teria entrado em colapso há muito tempo. Como o agronegócio é o que segura as contas da balança comercial, todos os cidadãos deveriam analisar com mais carinho o segmento.

Agora, com os negócios inovadores formando diferentes tipos de cooperativas, tudo indica que o Brasil se beneficiará imensamente em razão da junção de muitos segmentos nas prestações de serviços.

Dessa maneira, a sociedade observa um avanço em muitos níveis socioeconômicos e também educacionais em setores que antes recebiam poucos recursos público ou privado.

Diante da necessidade do crescimento financeiro e do combate ao desemprego, principalmente pela terceirização dos serviços, os negócios inovadores são a bola da vez para fazer o Brasil entrar definitivamente no trilho do avanço econômico e social.

E você, conhece os serviços da nossa plataforma? Então assine a newsletter e fique por dentro de todas as novidades do mundo dos táxis corporativos!